SAÚDE MENTAL E BEM-ESTAR

Burnout e a psicodinâmica nas organizações

André Fusco. Moderadora: Alessandra Cavalcante

SAUDE MENTAL e EMOCIONAL: Estratégias e Metodologias para proporcionar um ambiente de trabalho saudável

A Síndrome de Burnout passou a ser considerada doença ocupacional 1/1/2022, após sua inclusão na Classificação Internacional de Doenças (CID) da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na prática isso significa que agora estão previstos os mesmos direitos trabalhistas e previdenciários assegurados no caso das demais doenças relacionadas ao emprego.

As relações de trabalho podem adoecer ou gerar saúde. Nos últimos tempos e principalmente com a pandemia, as contradições das vivências no trabalho ficaram em evidência e em contraste com a vida pessoal. Estamos começando a entender que não podemos mais ter duas vidas e que as crenças, valores e atitudes da vida pessoal não podem ser ignorados no trabalho.

A saúde emocional e mental deve ser vista como uma variável estratégica para avaliar os Modelos de Negócios e as Organizações do Trabalho visando a diminuição do sofrimento e o consequente aumento do desempenho, de forma sustentável, em todas as esferas, tanto das pessoas como das organizações.