Buscar
  • Marketing ABRH-RJ

JONGO DA SERRINHA SE APRESENTARÁ NO CONGRESSO RH RIO 2022


Myrna Silveira Brandão


Caros todas e todos,


Vocês já devem ter visto a programação do Congresso RH Rio que nesta 48ª edição será realizado no formato presencial e, desde já, contamos e agradecemos sua presença.


Entre as muitas atrações do evento – que é o maior Congresso da área no Rio de Janeiro – teremos a oportunidade ímpar de nos emocionarmos com uma apresentação do Jongo da Serrinha.


O Congresso tem primado ao longo desses anos, por colocar, ao lado da ciência e da filosofia, também a arte com todos os elementos que a caracterizam: a arte humaniza, emociona, sensibiliza, ajuda a desenvolver o senso crítico, a exteriorizar sentimentos e é importante no desenvolvimento social e na integração entre os seres humanos.


E nada melhor para marcar essa assertiva do que o Jongo da Serrinha. O Jongo é um patrimônio imaterial da cidade, uma referência que resiste na raiz da formação da musicalidade no Morro da Serrinha, no Rio de Janeiro. Liderado por pessoas incríveis que tomaram para si a luta pela revitalização do Jongo e pelo espaço da casa do Jongo, ele é um símbolo de resistência cultural afro brasileira. É uma forma de expressão que integra percussão de tambores, dança coletiva e práticas de magia.


O Jongo foi trazido ao Brasil por africanos de origem Bantu que foram vendidos como escravos. Aqui eles desenvolveram uma forma de música com cantigas e pontos enigmáticos. O traço essencial dessa linguagem é a presença de símbolos e pontos que permanece inacessível exceto para os jongueiros. Na época da escravidão – como era proibido que se comunicassem entre si, eles desenvolveram uma forma de conexão, através da música e danças, com metáforas e símbolos, no momento em que se apresentavam.


A encenação dessa prática será feita pelo Grupo para os Congressistas. Através da música, da dança, enfim de sua arte única, eles contarão a história e a trajetória do Jongo.


Essa apresentação lembrará ainda a importância do respeito, da inclusão e da confiança, com enredos ligados à diversidade que propiciam uma reflexão sobre a necessidade de novas relações entre as pessoas e com maior humanismo. As organizações são espaços onde as transformações acontecem. Para isso é fundamental que elas sejam ambientes multidiversos, multidisciplinares e humanistas de forma que seu crescimento esteja integrado com essas ações. Esse é um ponto que sempre norteou a organização dos Congressos da ABRH e que, nesta edição tem, entre as muitas manifestações, a participação do Jongo da Serrinha.


Queremos antecipar nossos agradecimentos ao Grupo e, muito especialmente, para a Diretora Lazir Synval pela pronta receptividade e apoio irrestrito em todos os entendimentos para essa apresentação.


Esperamos vocês para partilhar conosco esse momento mágico que acontecerá no dia 21 de junho às 17h no encerramento do primeiro dia do evento.


O Congresso será dias 21 e 22 de junho no Hotel Windsor / Barra. Entre no site https://www.rhrio.com.br/ para conhecer toda a programação e faça sua inscrição. Você faz parte dessa história.


* Artigo escrito por Myrna Brandão, Membro da Diretoria Executiva da ABRH-RJ.






26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo